Quem compara, fecha com a PROAUTO

Cotar Agora

Quem já assistiu aos jogos devem se lembrar que sempre no canto do campo, ou atrás do gol, sempre teve algum carro em exposição.

Toyota

A pioneira em patrocinar a Conmebol Libertadores foi a Toyota, era normal ver seus carros expostos ao redor do gramado, a montadora japonesa ficou de 1998 a 2018.

Com 20 anos de patrocinadora, a Toyota promoveu diversos lançamentos, dentre eles, carros bastantes conhecidos que eram lançados nos respectivos anos, como Hilux, Corolla, Prius, Rav4 e outros carros de destaque da marca. Além de lançar seus veículos, o considerado craque da competição ganhava o modelo do ano que acabava de ser lançado ou o carro de destaque da montadora.

Em 2008 isso mudou, quem ganhava o carro do ano era o treinador da equipe campeã e sua entrega era marcada pela tradicional chave dourada.

Ford

Com o fim da parceria entre Conmebol e Toyota, chegou a hora da montadora americana Ford.

A montadora veio com uma missão nada fácil, sendo a substituta da concorrente que marcou mais de uma década. Com muita promessa de lançamentos durante os 2 anos de contrato, assim foi o começo da trajetória da Ford, mas que teve o começo freado devido à pandemia do COVID-19.

Com a crise da Ford na América do Sul, a montadora optou por fechar suas fábricas no Brasil e dessa forma afetou lançamento de seus veículos, como por exemplo o Ford Territory (foto). Mesmo com a volta parcial dos jogos, o Palmeiras que havia sido campeão em 2020, não recebeu o sonhado carro para o técnico campeão.

E agora com o mundo voltando aos poucos para normalidade?

A expectativa é que possa voltar os tradicionais carros ao redor do gramado, seja na lateral ou atrás de um dos gols, afinal era uma tradição assistir as partidas e avistar os carrões do ano.

Receba conteúdos como este em seu e-mail!

Veja outras matérias