Não corra risco e garanta sua proteção

Cotar Agora
Curiosidades Dicas

Você sabe o que é o DUT/CRV, e por que ele é importante?

Por Amanda Maia

O que é DUT?

DUT é uma sigla utilizada para se referir ao Documento Único de Transferência, esse documento é obrigatório nos processos de transferências de veículos entre o antigo e o novo proprietário. Ele é emitido no primeiro emplacamento, de veículos zero km. DUT e CRV é a mesma coisa!  O DUT passou a ser chamado de CRV, após o Detran criar o sistema Renavam. Na frente do documento é registrada todas características do veículo, como por exemplo, a cor, o ano, o modelo, o Renavam, a placa e a espécie. No verso, é registrado o nome dos antigos proprietários do veículo, em caso de carros usados, por isso, é importante que ele esteja atualizado e regularizado a fim de que você consiga revende-lo quando quiser. DUT/CRV e CRLV são diferentes!  Geralmente, muitas pessoas confundem o DUT/CRV com o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos, o CRLV, mais popularmente denominado como o “documento do carro”, que concede autorização para circulação do veículo em vias particulares e públicas. Diferentemente do DUT, o CRLV precisa andar constantemente com o condutor. DUT é obrigatório?   O DUT é obrigatório. Para transferir o veículo para outro proprietário é necessário preencher o documento com nome do novo comprador na parte de trás. Sendo assim, sem esse documento ou pela perda ou por estar muito danificado não será possível realizar a venda do veículo. Se não transferir o veículo, o que acontece?   Caso não ocorra a transferência do veículo em 30 dias, é considerada infração grave e pode acarretar multas e pontos na carteira, além de poder ter veículo apreendido de acordo com Código de Trânsito Brasileiro. Guarde o seu DUT em casa!  Quando um veículo protegido sofre perda total, roubo ou furto, o pagamento da indenização integral ao associado, depende da apresentação do DUT/CRV, fundamental para comprovar a posse do seu veículo. Se o seu carro for furtado junto com o documento CRV dentro, você ficará impedido de receber a sua indenização e assim, você acabará perdendo o seu bem. Tenha atenção redobrada com o seu documento. Apesar de ser obrigatório, não é necessário portá-lo o tempo todo, então não deixe-o guardado no carro. Opte por guardá-lo em um local seguro para que ele não seja extraviado e/ou roubado/furtado. É possível emitir a 2ª via do DUT?  Em caso de perda ou dano apenas do DUT, não ocorrendo também a perda do veículo, é possível solicitar a 2ª via pelo site do Detran. Para isso é necessário abrir um boletim de ocorrência, mediante o pagamento de uma taxa. O valor pode variar em cada estado, mas a média está entre 180 a 260 reais. Após a solicitação da 2ª via será feita uma vistoria no veículo e também deverá ser preenchido o Renavam. Depois, é só aguardar a emissão do novo DUT e envio pelos correios. Quando é preciso emitir outro DUT?  - Quando ele for furtado, perdido ou danificado; - Quando o condutor mudar o município de residência; - Quando for alterada qualquer característica do veículo; - Quando houver mudança de categoria; - Quando for transferida a propriedade do veículo para outra pessoa. Após a compra do veículo o proprietário tem o prazo de 30 dias para preencher o DUT com os seguintes dados:  - Nome do comprador e do proprietário atual; - CPF ou CNPJ, de ambos; - CNH’s de ambas as partes; - Valor total da negociação. As partes devem acessar o site do Denatran e baixar o arquivo para preencher. Após isso, deverá ser encaminhado para o órgão.

Viu só como o DUT é importante? A PROAUTO recomenda que guarde-o com segurança e, caso esse documento seja perdido, realize imediatamente o boletim de ocorrência e solicite a 2ª via.