Inclua rastreador e fique tranquilo

Cotar Agora
Curiosidades Dicas Novidades

O que você precisa saber sobre o novo sistema de placas Mercosul

Por Amanda Maia

O que significa a placa Mercosul?

A adoção do novo sistema de placas Mercosul significa que os países da América do Sul — Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela — decidiram unificar as suas placas de identificação veicular. Então, todos os países do Mercosul vão ter o mesmo modelo de placas em seus carros. Esta medida foi adotada para que as autoridades de trânsito dos países em questão, incluindo o Brasil, tenham maior controle dos veículos que circulam nesses territórios. Segundo eles, a variedade de tipos e modelos de placas acabava confundindo aos fiscalizadores. Como os exemplo dos automóveis de carga, que costumavam ter uma placa de cada país para rodarem pelas fronteiras sul-americanas. A alteração veio justamente para facilitar e integrar os sistemas de fiscalização de trânsito desses territórios. Agora, o padrão branco e azul sempre vai se repetir, além da sequência alfanumérica, a sua borda e algumas outras vantagens que vamos te explicar a seguir.

Mas antes, conheça a importância do emplacamento

O emplacamento serve para identificar os carros em circulação, elas são formadas por uma combinação única de letras e números, e são obrigatórias em todos os veículos automotores, como carros, ônibus, caminhões e motocicletas. Além disso, elas permitem identificar infrações de trânsito, e seus os quatro últimos números que vão determinar os prazos para pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e do licenciamento do seu carro.

Placa nova x placa antiga: O que muda?

No Brasil, o sistema de emplacamento começou a ser utilizado na década de 40, e desde então, passou por algumas mudanças. A placa antiga que está dando lugar a nova placa Mercosul, estava em vigor desde 1990 e foi o quarto sistema com a maior parte das placas na cor cinza, contendo três letras e quatro números. Na versão atual, ao contrário, são quatro letras e três números e ainda vêm um código QR Code que vai permitir a identificação do veículo de forma fácil, utilizando recursos digitais e impedindo fraudes, já que o número de série, o fabricante e estampador da placa também vão constar no sistema.

Afinal, a troca é ou não é obrigatória?

A nova placa será obrigatória para casos específico, como: • Em casos de primeiro emplacamento; • Em veículos que mudaram de categoria, de carro particular para táxi, por exemplo; • Em função da inelegibilidade dos dizeres da placa, ou a reprovação na vistoria pelo órgão responsável; • Devido a mudança de município ou estado; • Por roubo, furto, dano ou extravio da placa; • Em situações que haja necessidade de instalação da segunda placa traseira. Nos demais casos, a substituição da placa cinza pela nova placa do Mercosul não é obrigatória. Alguns motoristas, porém, podem preferir realizar a troca sem serem obrigados. Ou passar o resto da vida com a placa antiga, desde que o condutor não se enquadre nos requisitos obrigatórios.

Se você precisa trocar a placa, não perca tempo!

Identifique se o seu veículo está entre os que precisam mudar para a placa Mercosul, ou quando a troca deverá ser feita. Trafegar com veículo sem placa, ou fora dos padrões estabelecidos pelo Detran, constitui infração gravíssima, portanto, entre imediatamente com o processo de regularização. Em alguns estados é possível realizar todo o trâmite por meio da internet, com exceção da vistoria necessária para validar a placa, que acontece de forma presencial. Para mais informações a respeito do novo emplacamento, documentação necessária e taxas obrigatórias, acesse o site do Detran do seu estado. A PROAUTO lembra a todos que, além de pensar na segurança dentro do carro, é preciso também assegurar que as normas e responsabilidades também sejam cumpridas.