Benefícios completos para o seu carro!

Cotar Agora
Dicas Notícias

Era Digital: Confira dicas para se proteger na Internet

Por PROAUTO

Entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano, dados pessoais de 223 milhões de brasileiros foram expostos. Informações que vão desde CPF a fotos de rosto e número do benefício do INSS estão sendo vendidas na internet e com isso, uma onda de golpes pode surgir. Uma forma de se proteger contra possíveis crimes, é estar atento ao uso do seu nome e CPF para movimentações bancárias. site Registrato do Banco Central, permite monitorar quais contas correntes e quantos empréstimos estão vinculados ao seu CPF. O cadastro pode ser feito pelo aplicativo do banco no celular e pela internet. O sistema é atualizado todos os dias.   Depois da efetivação do cadastro na ferramenta, ela permite saber se seu CPF está sendo utilizado para movimentações financeiras de todos os tipos, como transferências ou depósitos, pedidos de empréstimo, tentativas de acesso ao cartão de crédito e outras ações. O site atende tanto pessoas físicas, quanto empresas.   Essa é a maneira mais segura de saber se você está sendo vítima de operações fraudulentas, uma vez que outros sites já foram derrubados por alegar verificação de dados, para capturar seu CPF.  

Como se proteger?

Os dados vazados uma vez, jamais serão colocados em sigilo novamente, assim torna-se muito difícil se proteger. Ações como troca de senhas e logins, são importantes para proteger e-mails e contas em sites de compras.   Outra dica é sempre confirmar os dados da empresa, no caso do recebimento de uma ligação de serviços, o consumidor nunca deve informar seus dados. Busque os contatos oficiais da companhia e verifique se a ligação partiu deles.  

Medidas judiciais

Caso ateste que suas informações estão sendo usadas indevidamente e identificado um culpado pelo vazamento, você poderá pedir indenização com base na Lei Geral de Proteção de Dados.  

Encontrei contas ou empréstimos que não fiz. O que fazer?

Entre em contato com a instituição financeira ou com o Banco Central.

Dicas para sua segurança digital

   

Fortaleça suas senhas

O objetivo dos criminosos sempre é roubar a senha do usuário, seja ela do banco, do e-mail ou das redes sociais. Para não correr risco de ser mais uma vítima, é importante ter uma combinação forte. Fuja de informações óbvias, como datas de aniversários e sequências numéricas simples, como 123456.  

Não compartilhe informação nas redes sociais

Muitos usuários compartilha em seus perfis algumas informações pessoais, que permitem decifrar rapidamente as senhas por meio das perguntas na opção “esqueci minha senha.” Outra dica, é limitar sempre a visualização do seus conteúdos nas redes sociais apenas para seus amigos.  

Cuidado com redes públicas

Redes Wi-Fi públicas estão em muitos locais, principalmente onde há grande circulação de pessoas. É importante ficar atento à segurança ao usar esse tipo de conexão que é mais vulnerável e pode facilitar ataques. Certifique-se de que o ambiente online está protegido com o ícone do cadeado ao lado da barra de navegação. Uma alternativa é utilizar uma rede virtual privada (VPN), garantindo a segurança dos seus dados.

Atenção aos e-mails

Os e-mails ainda são a principal arma dos criminosos na hora de roubar informações pessoais do usuário. O phishing, tática que estimula a pessoa a clicar em um link é bastante comum. Para não cair no golpe, fique atento. Além de não abrir mensagens de desconhecidos, preste atenção em contatos salvos. Sempre desconfie de mensagens duvidosas que receber, mesmo que o remetente seja uma pessoa de confiança, afinal, elas também podem ter sido vítimas de ataques virtuais.